Gestão

Veja como deve ser feita a definição do mix ideal de venda de produtos para uma papelaria

janeiro 15, 2019

A definição do mix de produtos da sua papelaria é uma das decisões estratégicas mais importantes do seu empreendimento. Afinal de contas, é por causa dos itens que há em sua loja que os clientes vão até você.

O seu mix de produtos pode ainda definir em boa parte a possibilidade de eles voltarem a comprar em sua papelaria ou não.

Por isso, é necessário fazer uma boa avaliação para definir um mix de produto ideal para o seu público. Vamos ver como fazer isso!

O que é um mix de produtos e quais as vantagens de oferecê-lo em uma empresa?

O mix de produtos nada mais é do que a diversidade de mercadorias que sua loja oferece. E quando se fala em variedade, a ideia é positiva, certo? Nem sempre.

Embora o cliente possa ter mais opções para comprar, ser muito generalista na sua escolha de produtos pode resultar no investimento em itens com pouca saída ou com um tempo de vida de prateleira curto (shelf-life). Dessa forma, você acabaria perdendo dinheiro com produtos vencidos.

Por outro lado, a definição do mix de produtos ideal leva em conta uma série de fatores que vai tornar seu estoque mais flexível, trará mais lucros e garantirá a satisfação dos clientes. Veja só!

O que levar em conta na hora da definição do mix de produtos?

Não existe uma fórmula acabada para definir os melhores produtos. Você vai precisar considerar alguns aspectos relacionados à sua localidade, ao seu público e à situação atual do mercado.

Entenda o seu público-alvo

Em vez de tentar atender a todos os públicos, segmente seus produtos para tornar-se um especialista em determinado nicho.

Por exemplo, digamos que sua papelaria fique próxima a uma faculdade de engenharia. Que tipo de mix seria interessante para esse público? Dessa forma, seu empreendimento se torna uma referência na região.

Essa compreensão do perfil dos seus clientes também está relacionada aos preços adotados. Será que eles pagariam mais por itens premium ou de luxo? Sentem-se atraídos por produtos com diferenciais? Isso ajuda a evitar investir em produtos que apenas ficariam encalhados no estoque.

Observe o mercado

Estar atento ao mercado inclui entender o que seus concorrentes estão fazendo e quais as novidades e tendências do setor. Analise o que está funcionando em termos de vendas, que pontos podem ser aprimorados e quais carências você poderia suprir. Quanto mais dados você reunir, melhor.

Analise seu histórico de vendas

Boas informações também surgem do seu próprio negócio. Ao examinar seu histórico de vendas, é possível gerar insights preciosos sobre os itens que apresentam maior saída ou que têm um baixo giro.

Foque naqueles que dão mais lucro e cuja procura é maior. Por outro lado, elimine aqueles que não apresentam uma performance interessante.

Reavalie os resultados

Após seguir os passos sugeridos, é necessário criar uma rotina de reavaliar os resultados. Será que sua definição do mix de produtos foi bem-sucedida? Atraiu mais clientes? Gerou mais vendas? Conquistou a retenção dos clientes?

Para que essa análise seja exata, é fundamental contar com metodologias e ferramentas que ajudam a levantar e comparar os dados. Baseie-se sempre em indicadores concretos. Essas ações o ajudarão a fazer adaptações no seu mix de produtos e definir uma estratégia mais eficiente.

Certamente, a definição do mix de produtos parte sempre de um bom planejamento que leva em conta uma análise profunda do seu próprio negócio, do seu público e do mercado. Tomando esses passos, temos certeza de que você escolherá um conjunto de itens de sucesso!

Quer uma ajuda para escolher seu mix de produtos? Entre em contato conosco agora mesmo!

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply